Câncer de Mama e Depressão

Outubro é o mês dedicado a conscientização e prevenção do câncer de mama. Já que estamos falando em conscientização, uma tema importante de trazer a tona é: a incidência da depressão em mulheres com câncer de mama. A depressão pode atingir até cerca de 25% das mulheres com diagnóstico da doença.

Além do impacto da notícia por si só já poder desencadear um quadro de transtorno, também existe o aspecto fisiológico. Alguns anticorpos produzidos pelo organismo para combater as células cancerosas também podem ser responsáveis por atingir áreas e proteínas das membranas dos neurônios levando a quadros de transtornos neurológicos e psiquiátricos, como a depressão. Isto somado ao fato de que o câncer atinge uma área com grande valor simbólico para a feminilidade, ajuda a completar o quadro do distúrbio.

Portanto, a terapia para pacientes com diagnóstico de câncer de mama deve fazer parte do tratamento multidisciplinar da doença E nos casos em que depressão for diagnosticada, um psiquiatra deve ser consultado para início de tratamento. A medicação antidepressiva pode ser utilizada em pacientes que tenham iniciado o tratamento contra o câncer (seja radioterapia, quimioterapia ou cirurgia), desde que prescrita por um medico psiquiatra.

_

Clínica de Infusão de Ketamina da TrialTech

Mais informações e agendamento de consultas: contato@trialtech.com.br | 41. 3013.1235

Enviar resposta

Your email address will not be published.

WhatsApp chat Fale conosco